Os coelhos


O plantel atualmente é formado por cerca de 50 orelhudos. A criação é registrada em Portugal pela APCA e se especializou desde 2013 na raça Mini Holandês e Mini Lop.
Um de nossos filhotes em sua nova casa, usando óculos de sol

Os animais ficam em alojamentos esterilizados , ventilados, longe de frio, ventos e sol direto. As fêmeas possuem recintos maiores , onde podem ficar à vontade com os filhotes sem risco de contaminação ou estresse. 
Os machos possuem recintos menores, porém espaçosos, onde recebem os mesmos cuidados que as fêmeas.

Os filhotes ficam com a mãe até atingirem o peso estabelecido pelo veterinário e desmame. 
Após desmame, eles passam pelo pré-adestramento, socialização e acompanhamento constante para garantir que tudo está se desenvolvendo como deveria.

Todos as animais possuem nome, são dóceis e aceitam manuseio devido ao costume. Foram selecionadas as melhores linhagens de sangue brasileiras e do exterior.

"Trabalhamos com linhagens praticamente extintas ou perdidas devido o manejo incorreto. O maior desafio era unir padrão, saúde, beleza e docilidade. E depois de muito trabalho conseguimos atingir nosso objetivo!" - Helena

Infelizmente, não caberiam as fotos de todos, mas seguem nomes atualizados: Pompom, Pinduca, Donatella, Nani, Lindinha, Scarlet, Batatinha, Odete, Nuvem, Espirrenta, Pandra Jr, Shoyo, Panqueca, Rosie, Petúnia, Escargot, Karin, Paraíso, Manju, Karina, Florzinha, Gomide, Jobim, Cabeçuda, Zara, Papete, Branco (William Bonner), Bizonho, Khalil, Alec, Chokito, Café, Panda, Wilson, Jack Two, Emília, Coral, Leôncio, Chocolate, Apollo, Holandês, Lua, Hazel, Nutella, Ursa, Smilinguida, Avelã, Karinne, Safira, Marroquina, Feijó, Cinza, Rufus, Rufino, Romeu, Golias, Pelúcia e Pandora (provavelmente alguém foi esquecido, pedimos perdão pro coelho esquecido).
In memorian: Marie, Julieta, Renée, Emiliana, Kalu, Jack, Alfajor e Mathilda